Restitui-me a alegria

RESTITUI-ME A ALEGRIA
Depois que Davi cometeu os pecados de adultério e assassinato, orou a Deus nos seguintes termos: “Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mal perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar” (Salmo 51.3,4).

E depois de arrepender-se plenamente de seu pecado e de aceitar o perdão, Davi não julgou que estivesse. pedindo muito quando suplicou ao Senhor, “Restitua-me a alegria da minha salvação” (Salmo 52.12). E ao lermos o Salmo 31, percebemos que de fato Deus lhe perdoou plenamente, pois Davi se regozijou dizendo, “Bem-aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada, cujo pecado é coberto.”

Em um sermão gravado, o pastor David Seamands diz que só existem três alvos onde podemos atirar o sentimento de culpa decorrente de nossos pecados: 1) na cruz onde Jesus carregou “ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados… por suas chagas fostes sarados” (1 Pedro 2.24); 2) em nós mesmos, tentando expiar nossos erros através de sofrimentos infligidos a nós mesmos e enfermidades de fundo emocional; 3) em outros, geralmente aqueles que estão mais próximos a nós, que recebem o peso de nossa raiva e sentimento de frustração, tornando-se bodes expiatórios por tudo de mal que nos sobrevém. Obviamente o lugar certo é a cruz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s